Blog

Dra.Silvia Armelin fala sobre Lentes de Contato Dentais

O tema é Odontologia Estética e nele estão inseridos os laminados cerâmicos, também conhecidos como lentes de contato dentais. Para facilitar o entendimento, são pequenas e finas “capas” de cerâmica intimamente aderidas à face vestibular dos dentes de grande resistência e de textura, coloração e brilho muito semelhantes aos dentes naturais.
Todos desejam um sorriso envolvente, harmonicamente alinhado e acima de tudo saudável, entretanto, há critérios e condutas cientificamente embasados na realização desses tratamentos que passam pelo planejamento até a fina execução de preparos, moldagens e provisórios que naturalmente vão garantir o sucesso e a longevidade do tratamento.
Se a dúvida é: “Meu tratamento ficará bom”? A resposta inclui a avaliação da queixa principal, modelos, fotografias, altura da linha do sorriso, cor da pele, forma e vermelhão dos lábios, tipo de oclusão, além de outras informações que são enviadas ao técnico responsável pela execução do trabalho em laboratório. O planejamento final se realiza a partir de um mock-up, do inglês “maquete”, que pode ser digital ou através de modelos encerados. Este procedimento proporciona uma antevisão exata do resultado final no que se refere a forma, tamanho e posicionamento dos dentes.
Com relação aos desgastes dos dentes, a imensa maioria desses tratamentos exige adequações por desgastes que podem variar em espessura de acordo com cada caso, de tal modo que dentes já restaurados anteriormente exigem um maior desgaste enquanto para dentes naturais ou com pequenas restaurações esses desgastes são mínimos. A esses desgastes, com maior ou menor espessura damos o nome de preparo e nele se baseia a microscópica adaptação dos laminados.
É importante esclarecer aos pacientes que esses tratamentos são irreversíveis. “Uma vez com laminados, sempre com laminados”, embora por motivos tais como fraturas ou cáries possam ser individualmente trocados. Estudos científicos nos trazem estatísticas bastante animadoras em suas análises, nas quais, menos de 7% desses trabalhos mostraram necessidade de reparo em dez anos. Naturalmente, a longevidade desses trabalhos está relacionada a muitos fatores que envolvem desde a qualidade da execução do trabalho pelo profissional, escolha de um técnico preparado para essa responsabilidade, além de fatores relacionados ao paciente, sobretudo no que se refere aos cuidados com a higienização e retornos anuais para profilaxia e manutenção periodontal.
A odontologia estética é um universo enriquecido por muitas especialidades , quais sejam, a prótese, a periodontia , a ortodontia, e a dentística restauradora, cada uma com suas peculiaridades que atuam desde o alinhamento dos dentes no arco dental até as cirurgias plásticas periodontais, todas envolvidas na busca do “sorriso dos sonhos” que, muito à frente daquele sorriso dos anúncios e do marketing, é aquele que além de verdadeiro, agrada a si e as pessoas que te importam.
Enfim, embora as “lentes de contato dentais” e os laminados sejam os “queridinhos” do momento são também exageradamente indicados. O bom senso profissional na indicação do tratamento adequado à queixa e a verdadeira necessidade do paciente, mais do que ético, constituem o pilar do relacionamento profissional paciente .
Existe uma infinidade de possibilidades de tratamento e é isso que me fascina e me deixa cada vez mais apaixonada pelo o que faço.
(Por: Dra.Silvia Armelin )

Dra.Silvia Armelin

Comente este post!

comentário(s)